Skip to main content

Nostalgia – O Silêncio dos Inocentes

Olá Curuminzada Nerd. Acabou a minha folga… hora de acordar e escrever sobre um dos mais célebres filmes de suspense do cinema: O Silêncio dos Inocentes (The Silence of the Lambs), que estreou nas telonas em 1991.

O filme foi dirigido por Jonathan Demme, tendo no elenco astros como Jodie Foster, Anthony Hopkins, Ted Levine e Scott Glenn. A trama foi baseada no romance homônimo de 1988, escrito por Thomas Harris, o segundo a apresentar o personagem Hannibal Lecter, interpretado no filme por Hopkins.


No longa, Clarice Starling (Jodie Foster), é uma jovem estagiária do FBI, que procura ajuda do prisioneiro Dr. Hannibal Lecter, um psiquiatra assassino em série conhecido por praticar atos de canibalismo e que já se encontra preso há oito anos, para prender outro serial killer, conhecido apenas como “Buffalo Bill” (Ted Levine). Um sequestrador transexual que, insatisfeito com sua forma física, planeja construir para si uma segunda pele feminina, servindo-se das peles de suas vítimas. Dr. Lecter possui informações valiosas a respeito da personalidade do maníaco e que são extremamente significativas para sua captura. Porém, para receber a ajuda de Lecter, Clarice precisa ganhar a confiança do mesmo, e aos poucos acaba sendo envolvida pela mente insana e brilhante do canibal.

Para conhecimento, Hannibal Lecter é um ex-psiquiatra forense, possuidor de uma inteligência rara, que precisa ser vigiado com rigor. É dono de uma lógica fora do comum, mas é extremamente árido de sensibilidade. Portanto, encontra-se trancafiado num manicômio de segurança máxima, numa prisão subterrânea, juntamente com outros prisioneiros de alta periculosidade.  A produção é de magnífica excelência. O truque usado pelo diretor para enquadrar a câmera diretamente no rosto das personagens quando estas aparecem pela primeira vez nos passa a sensação perturbadora que estão falando diretamente conosco. Para compor Hannibal Lecter, Anthony Hopkins estudou arquivos de serial killers e de criminosos violentos, visitou prisões e assistiu a audiências e julgamentos. Pelo jeito seus estudos foram bem proveitosos, o que permitiu eternizar seu personagem nas telas do cinema.

Uma curiosidade no cartaz do filme: podemos vislumbrar uma caveira na mariposa que cobre a boca de Jodie Foster. Se olharmos com atenção podemos constatar que se trata de uma caveira com mulheres nuas. Essa imagem da caveira, datada de 1939, é da autoria do pintor surrealista Salvador Dalí. A mariposa que compõem a imagem, é o elemento de ligação entre os crimes realizados por “Buffalo Bill”, pois casulos de uma mariposa tropical eram encontrados no interior dos corpos de suas vítimas.

O filme é considerado “culturalmente, historicamente e esteticamente importante” pela Biblioteca do Congresso Americano e foi escolhido para ser preservado no National Film Registry em 2011O Silêncio dos Inocentes  foi o terceiro filme na história a receber os 5 principais Oscars (Melhor Filme, Direção, Roteiro, Ator e Atriz). Os demais foram Aconteceu Naquela Noite (1934) e Um Estranho no Ninho (1975). O filme é excelente. Vale reprisar!

Meir3les

Especialista em Marketing, cinéfilo desde sempre, é também um Curumim Nerd que saiu de casa e foi ir morar na internet. Nas horas vagas da realidade costuma acreditar na existência dos Homens de Preto. Em outra vida gostaria de ser um jedi.