Skip to main content

Review – Baldur’s Gate 2 Enhanced Edition

You must gather your Party before Venturing Forth. Sim, eu realmente comecei a minha review de Baldur’s Gate 2 Enhanced Edition com a frase que provavelmente você mais vai ouvir enquanto joga. E eu sei que você vai ouvir, porque essa versão está boa o suficiente para garantir mais uma ou duas ou mil re-jogadas.

Lançado originalmente em 2000, Baldur’s Gate 2 Enhanced Edition, uma versão atualizada, vem com a promessa de trazer melhorias em quase todos os aspectos do jogo. Em parte, ele consegue.

Primeiro, temos suporte a resoluções widescreen, mudanças na fonte para uma mais legível, algumas alterações na interface para se adaptar melhor aos monitores e sistemas operacionais de hoje em dia.

Em contrapartida, a Beamdog não se arrisca e mantém todos os cenários clássicos da mesma forma. As texturas de 2002, personagens e animações de 2002 continuam presentes.

Baldur's Gate 2 Enhanced Edition

É um daqueles casos onde não necessariamente irá agradar aqueles que esperam uma revolução, mas por mim os gráficos da Infinity Engine envelheceram muito bem e não precisam de melhorias.

Baldur's Gate 2 Enhanced Edition

“Minsc will lead with blade and boot! Boo will take care of the details”

Coloque na cabeça que falo de uma época onde nem shaders existiam, conversa de 1080p, 720p também não. Era a época que os monitores 4:3 reinavam, então não tenha grandes esperanças por gráficos espetaculares. São belos, nada mais. Só para não dizer que não houveram cenários novos, eles existem sim. Estão separados entre The Black Pits II e algumas areas novas na campanha principal. Gostei do que vi, se encaixam muito bem a estética do game e obviamente apresentam melhorias em relação aos originais.

Caso tenha passado por alguma dor de cabeça em relação a problemas técnicos em Baldur’s Gate – Enhanced Edition, isso foi sanado agora de cara. Não tive problemas mais com placas de vídeo Intel, nem crashes absurdos tão pouco problemas de desempenho.

Agora, se você já tem a versão do GOG ou qualquer outra e gosta de usar mods, então Baldur’s Gate 2 Enhanced Edition não é para você.

As mudanças foram perceptíveis, mas boa parte disso pode ser alcançada também com a utilização de mods. O que Baldur’s Gate 2 – Enhanced Edition faz muito bem é facilitar a vida de qualquer pessoa que quer aprender ou conhecer a franquia. Como sou uma pessoa preguiçosa, essa versão facilita a minha vida.

Baldur's Gate 2 Enhanced Edition

O sistema de combate pode ser complicado de se entender para aqueles não acostumados a franquia Dungeons & Dragons, mais especificamente com Advanced Dungeons & Dragons.

Isso vem do fato que o sistema é muito antigo, alguns detalhes, como armaduras e como o dano é calculado podem ser novidade para quem nunca jogou. Vou dar um exemplo bem básico aqui. Cada personagem tem sua proteção calculada pela Armor Class. Ao contrário de RPGs mais novos, quanto menor esse número, menor o dano que você receberá ou a chance de tomar o dano será reduzida.

Caso você use uma armadura de armor class: -5, ela será mais poderosa do que uma armadura 10. Faz sentido? Não? Pois é. Isso também funciona com as armas por meio to sistema THAC0, ou “To Hit Armor Class Zero”. Quando a sua espada dá 10 de dano em uma armadura com armor class 0, significa que ela precisará dar 5 de dano em uma com armor class 5 ou 15 com uma armor class -5. Deu um nó na sua cabeça? Então pode ir comprar uns livros de AD&D, isso é se você os encontrar.

Esse sistema foi muito utilizado no início até o final dos anos 90. Está em desuso, já que houveram os lançamentos de D&D 3, 3.5 e 4. Os mais novos se adaptam muito melhores a jogos do que o AD&D. Para mim, que joga há mais de dez anos com esse sistema, é super simples. Caso não conheça nada, compre Baldur’s Gate 2 Enhanced Edition com ciência disso. Novamente, recomendo fortemente ler um pouco das regras de AD&D e fazer o tutorial, que melhorou consideravelmente em relação ao original antes de partir para a história.

Baldur's Gate 2 Enhanced Edition

Outro ponto importante para ser lembrado é a dificuldade. Jogou Skyrim? Quer matar um dragão sozinho? Não vai acontecer. É preciso um grupo balanceado de magos, guerreiros, druidas e ladrões para enfrentar cada um dos desafios impostos pela história de Baldur’s Gate.

Baldur's Gate 2 Enhanced Edition

Falando em história, Baldur’s Gate 2 Enhanced Edition continua a se manter entre os dez melhores RPGs ocidentais, mesmo mais de dez anos desde o lançamento. A trama é sensacional, os personagens continuam carismáticos e tudo se encaixa perfeitamente.

Nessa edição, temos o jogo original, Shadows of Anm e a expansão, Throne of Bhaal. Na época, demorei mais do que 200 horas para completar tudo que eu queria fazer. Isso não significa que eu fiz 100% do game, apenas o que eu queria. Prepare-se para grudar a bunda na cadeira e jogar até cansar.

O conteúdo não se define apenas em quests, mas encontrar armas, armaduras, conhecer novos NPCs e livros que te colocam a par dos acontecimentos em Baldur’s Gate 2. Não só pode como deve os ler, pois trazem um conteúdo bem produzido.

Como se Baldur’s Gate 2 não tivesse conteúdo suficiente, a Enhanced Edition adiciona ainda mais áreas e cinco novos NPCs para lhe acompanhar durante a jornada. As histórias e diálogos infelizmente não chegam ao pé de Minsc, Jaheira e tantos outros personagens da franquia. Para quem gosta de variedade, porém, é uma boa opção.

Em conjunto com os personagens, temos o retorno de Black Pits, em Black Pits II. Nesse modo, os jogadores tem de lutar contra ondas de inimigos em um estilo survival, com oponentes cada vez mais poderosos.

Quando joguei Black Pits em Baldur’s Gate I, não achei que agregou nada demais à série e mantenho a minha opinião.

Baldur's Gate 2 Enhanced Edition

Tudo bem, modos survival são sempre divertidos, mas com as regras do D&D, não sei. Não é exatamente minha primeira opção para um sistema de combate onde eu e meus amigos poderemos vibrar ao matar um dragão, por exemplo.

Caso realmente, realmente precisar de conteúdo após jogar Baldur’s Gate 2 – Shadows of Amn e Throne of Bhaal, Black Pits II estará lá para você. Sendo assim, válido.

Baldur’s Gate 2 Enhanced Edition prova mais uma vez que o título é um dos melhores RPGs ocidentais já lançados.

Os gráficos antiquados podem não agradar a todos, tampouco o sistema baseado em AD&D, mas não podemos deixar de parabenizar o ótimo trabalho da Beamdog em trazer o clássico para uma possível nova legião de fãs.

Kaio

Co-fundador do site. Analista de Sistemas de formação e curumim nerd por vocação. Apaixonado por uma Condurú.