Skip to main content

Saiba tudo sobre o Studio Ghibli e Mokonime 2015

Antes de falar propriamente sobre o Mokonime 2015, chega mais e vem ler sobre o homenageado desse ano. Conheça um pouco da história fantástica do Studio Ghibli, o reduto de criatividade das animações de Hayao Miyazaki, Isao Takahata, Toshio Suzuki e cia.

“‘O Quente Vento do Deserto do Saara’. Para muitos, essa frase pode não fazer sentido algum, mas para Hayao Miyazaki, esse vento que se chama Ghibli seria aquele que mudaria para sempre a história da animação mundial.” (Studio Ghibli Brasil)

Tudo começou quando Miyazaki convida Takahata para auxiliá-lo na produção do anime Heidi (Heidi Arupusu no Shojo Haiji). O ano é 1974. Como desenhar animações é bem mais trabalhoso e o prazo que tinham era muito curto para manter a boa qualidade que desejavam, Hayao e Isao sentem a necessidade da criação de um estúdio onde a influência do tempo não atrapalhasse a qualidade das produções. E as produções que tinham em mente eram de filmes, não de séries para a TV. Em 1985 nasce o Studio Ghibli. Um ano antes era lançado Nausicaa do Vale do Vento (Kaze no Tani no Naushika).

O filme estreante do Studio seria Laputa: O Castelo no Céu (Tenkû no Shiro Rapyuta, 1986). Seguido do surpreendente lançamento duplo de Túmulo dos Vagalumes (Hotaru no Haka) e Meu Vizinho Totoro (Tonari no Totoro), ambos de 1988. Em 1989, O Serviço de Entregas da Kiki (Majo no Takkyūbin) atraiu mais de 2.6 milhões de pessoas às salas de cinema, tornando-se o filme mais assistido no Japão naquele ano.

1
Em 89 ainda, o Studio passou por grandes mudanças devido ao sucesso de seus lançamentos. Contratou mais funcionários e a empresa foi regularizada. Yasuyoshi Tokuma foi o responsável por aguentar a pressão nos momentos difíceis e sempre incentivar as decisões criativas de Miyazaki e Takahata. Essas mudanças geraram muitos custos e, portanto, demandas. Com isso, em 1991 foi lançado Only Yesterday (Omohide Poroporo) e mais uma vez teve boa recepção de público. E mais uma vez houve expansão do Studio que já contava com cerca de 90 funcionários.

1992. Nova sede. Novas ideias. Porco Rosso. Sucesso.

Em 1993 foi lançado o primeiro filme não dirigido nem por Miyazaki nem Takahata. Quem assina Ondas do Oceano (Umi ga Kikoeru) é Tomomitsu Mochizuki, especial para a TV feito por animadores recém contratados. Já em 1994, mais uma “primeira vez“. Pom Poko: A Guerra dos Guaxinins (Heisei Tanuki Gassen Ponpoko) é lançado utilizando técnicas de computação gráfica (CG) e se torna sucesso em pouco tempo.

2
Ufa… vamos acelerar senão esse texto vai ficar gigaaaaaante! Em 1995, é a vez de Sussurros do Coração, dirigido pelo sempre competente Yoshifumi Kondo, que sempre auxiliou Hayao e Isao. Em 1997 chega Princesa Mononoke (Mononoke Hime) e eu choro. 1999: Meus Vizinhos: Os Yamadas (Hōhokekyo Tonari no Yamada-kun). 2001: A Viagem de Chihiro (Sen to Chihiro no Kamikakushi). Sucesso. Oscar. Lágrimas. 2002 é o ano de O Reino dos Gatos (Neko no Ongaeshi). 2004 é a vez de O Castelo Animado (Hauru no ugoku shiro). Contos de Terramar (Gedo Senki), de 2006 foi o primeiro filme produzido por Goro Miyazaki, filho do mestre Hayao. Apesar de ter feito bastante sucesso, parte do público não foi tão receptivo. Ponyo (Gake no Ue no Ponyo), de 2008, foi totalmente desenhado à mão e foi mais um sucesso do Studio.

Em 2010 é lançado O Mundo dos Pequeninos (Kari-gurashi no Arietti). Em 2011, Da Colina Kokuriko (Kokuriko-zaka Kara). Em 2013, Vidas ao Vento (Kaze Tachinu) e mais choro. Em 2013, O Conto da Princesa Kaguya (Kaguya-Hime no Monogatari). E, finalmente, em 2013: Memórias De Marnie (Omoide no Marnie).

3
Eu realmente espero que não tenha sido uma leitura maçante. Falar de Studio Ghibli é tão prazeroso quanto assistir às animações. Se você tiver disponibilidade, compareça ao Mokonime 2015. Será uma experiência muito gratificante. Até lá!

Mokonime 2015

Local: UFOPA (Campus Rondon)
Data: 10 e 11 de Outubro (sábado e domingo)
Atrações: serão diversas atividades, entre elas maratonas de exibição de longas e curtas-metragens de animação, minicursos de origami e mangá, diversas palestras, incluindo sobre animação e quadrinhos com o produtor de animação Andrei Miralha, produtor do primeiro seriado paraense de animação “As Icamiabas”. Também haverá campeonato de Just Dance, concurso de Cosplay, apresentações de “katas” e taekwondo, danças e muito mais. (Driely Araújo – Organizadora)
Ingresso: entrada franca.

Kaio C. de Oliveira

Curumim Nerd desde o tempo que colecionava HQs do Spawn e carrinhos da Hot Wheels. Hoje joga Dota 2 e CS mais do que o normal e faz TCC sobre e-Sports. Viciado em suco de muruci e tapeberebá.